No âmbito do Decreto-Lei n.º 124/2017, de 27 de setembro, informa-se que se encontra a decorrer o prazo para apresentação de candidaturas entre 1 de outubro e 31 de dezembro de 2021.

 

1. Processo de candidatura

As candidaturas são apresentadas junto do posto consular ou da secção consular da embaixada territorialmente competentes, em razão da área de execução da ação ou projeto, através da apresentação:

a) do formulário de candidatura disponível no Portal das Comunidades Portuguesas;

b) do orçamento global, do qual conste a estimativa de custos e receitas, incluindo os apoios de outras entidades, nacionais ou estrangeiras, quando existam;

c) do plano de atividades calendarizado e do orçamento do ano para o qual solicita apoio, aprovados e assinados pelos órgãos sociais;

d) do relatório de atividades e contas relativos ao ano anterior ao da apresentação da candidatura, aprovados e assinados pelos órgãos sociais;

e) de declaração, sob compromisso de honra, de não condenação por sentença transitada em julgado por factos relativos à prossecução do seu objeto, salvo se entretanto tiver ocorrido a sua reabilitação, nos termos constantes no formulário de candidatura;

f) de declaração, sob compromisso de honra, da veracidade das informações prestadas, nos termos constantes do formulário de candidatura; e

g) do programa do projeto, com cronograma.


2. Processo de credenciação

Relembra-se que é condição prévia de apresentação de qualquer candidatura a credenciação da entidade junto da DGACCP, através da apresentação:

a) do ato de constituição e dos estatutos;

b) do registo junto das autoridades do país onde está sediada;

c) do plano de atividades e orçamento; e

d) do relatório de atividades e contas relativos ao ano anterior, aprovados e assinados pelos órgãos sociais.


A lista das associações e outras entidades com credenciação válida junto da DGACCP encontra-se publicada no Portal das Comunidades Portuguesas 

 

 

  • Partilhe